Esporte

Neymar nega conversas com o Real Madrid e diz que PSG precisa “crescer no momento certo” para ganhar a Champions

Neymar nega conversas com o Real Madrid e diz que PSG precisa “crescer no momento certo” para ganhar a Champions


21 de janeiro de 2019



Durante toda a carreira, Neymar conviveu com especulações sobre o futuro. Em 2019, com 26 anos – completa 27 em fevereiro -, o panorama continua o mesmo. Durante entrevista para o programa de TV francês “Canal Football Club”, o craque brasileiro foi perguntado pelo ex-companheiro Ganso sobre os rumores de transferência para o Real Madrid e deixou claro que não há uma possibilidade concreta de deixar o Paris Saint-Germain.

“A especulação existe a qualquer momento com o meu nome. Desde que eu me tornei jogador profissional, sempre enfrentei especulações de sair para outros clubes, mas nada concreto. A partir do momento em que tiver algo concreto, podem ficar tranquilo, porque falarei com todos. Sou homem para assumir essas coisas e sou bem claro quanto a isso também” – afirmou Neymar.

Se ainda não considera uma saída do PSG, o craque brasileiro sabe bem o que quer na atual temporada: o título da Champions, grande obssessão do clube francês. Neymar, inclusive, disse o que a equipe precisa fazer para conquistar o tão sonhado título do torneio.

“Tem que crescer no momento certo da competição, e o momento certo é agora, são as fases finais. Tem que estar bem preparado, tem que estar unido, bem fisicamente para não só atacar, como defender também, que é o mais importante. A gente está no caminho certo” – comentou.

O próximo desafio do PSG na Champions será contra o Manchester United, pelas oitavas de final da competição. A equipe inglesa é comandada por Ole Gunnar Solskjaer, que soma sete vitórias em sete jogos à frente dos Diabos Vermelhos.

O bom retrospecto do United com o técnico norueguês, entretanto, não assusta. Até porque Neymar também vê em Thomas Tuchel um grande combustível para vencer.

“(Tenho com Tuchel) Uma amizade, mas, ao mesmo tempo, um respeito muito grande. Eu o respeito como meu treinador, e, quando a gente tem que conversar, conversa. Desde a primeira vez em que a gente se falou, eu peguei um carinho muito grande por ele. Quando você tem um carinho muito grande pelo treinador, você dá a vida dentro de campo. Farei o possível para torná-lo vencedor” – afirmou.

Fonte: globoesporte.globo.com