Esporte

Mano Menezes pede demissão e não é mais técnico do Cruzeiro

Mano Menezes pede demissão e não é mais técnico do Cruzeiro


8 de agosto de 2019



Em crise, com apenas uma vitória nos últimos 18 jogos, e há oito partidas sem fazer sequer um gol, o Cruzeiro não tem mais Mano Menezes como técnico.

Depois de deixar o cargo à disposição da diretoria no fim de semana, Mano acertou a sua saída do clube após a derrota por 1 a 0 para o Internacional, nesta quarta-feira, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil.

“Entendemos que era o momento de interromper o trabalho. Não podemos mais estender essa fase difícil. A decisão partiu de uma consciência que as coisas podem piorar. E não podem piorar. O torcedor teve uma reação que é fundamental para com o técnico”, disse Mano, que foi chamado de ‘burro’ pela torcida na derrota desta quarta.

“Torcedor da gente não pode achar que a gente é burro. O burro vem aos 47 do segundo tempo hoje, depois aos 30, e depois numa continuidade afetar a equipe. Tenho muito respeito pelo Cruzeiro e não vou permitir que afete ainda mais. Algo precisa ser mudado. A conversa foi nesse nível. Entendemos que deveríamos vir e fazer esse comunicado para a torcida do Cruzeiro”, completou.

Em sua segunda passagem pelo Cruzeiro, Mano assumiu o cargo de técnico celeste em 2016 e era o mais longevo da Série A do futebol brasileiro, estando no comando desde julho de 2016.

Mano deixa o Cruzeiro tendo conquistado quatro títulos, sendo dois Mineiros (2018 e 2019) e duas Copas do Brasil (2017 e 2018).

Já fora da Libertadores, o Cruzeiro é apenas o 18º colocado no Campeonato Brasileiro, com 10 pontos.

Fonte: www.msn.com